Confiance - Home

Fique por dentro

 

Frutas: Quais as Opções?

Data da postagem: 17/01/2019


Além dos alimentos e dos petiscos específicos, as frutas também são inclusões extremamente benéficas para a dieta dos cães! Muitas delas proporcionam vitaminas e minerais que auxiliam na prevenção de doenças e fortalecem o organismo dos nossos amigos. Porém, é importante estar atento antes de oferecer qualquer variedade, pois algumas frutas contém substâncias prejudiciais ou até mesmo tóxicas para a saúde do animal.

Você sabe quais são as opções mais indicadas? Confira abaixo algumas opções que podem ser oferecidas e os principais benefícios delas para a saúde dos nossos amigos:

• Banana: auxilia na função intestinal e é uma ótima fonte de energia.

• Caqui: fortalece o sistema imunológico, diminuindo o risco de doenças degenerativas.

• Maçã: aumenta a imunidade e regula a glicemia.

• Manga: fortalece o sistema imunológico e diminui o risco de doenças degenerativas.

• Melancia: pode ser oferecida gelada e é uma ótima opção de fruta para o verão.

• Melão: previne danos celulares.

• Morango: melhora a função cerebral.

• Pera: aumenta a imunidade e protege o intestino de doenças inflamatórias.

Quais frutas devem ser evitadas?

• Abacate: contém uma substância chamada Persina, tóxica para o organismo dos cães.

• Uva: pode causar lesões renais graves.

• Laranja: além de causar a sensação de queimação na boca do animal, pode agravar quadros de gastrite.

• Abacaxi: altos níveis de acidez também podem atacar o sistema gastrointestinal.

• Carambola: possui uma toxina natural que pode não ser filtrada pelos rins.

Independente da fruta escolhida, as sementes, caroços e cascas (no caso da banana, melancia, melão e manga) devem sempre ser retirados. Tenha cuidado também com o consumo em excesso - apesar de naturais, o exagero nas porções pode levar à obesidade.

Lembre-se: antes de decidir incluir esses petiscos naturais, consulte sempre o médico veterinário - ele poderá identificar se o seu cão possui alguma restrição alimentar, sensibilidade ou até mesmo alergias em relação às substâncias presentes nas frutas.